12.16.2014

Como escolher sua moto?

Qual estilo, cilindrada, modelo... Afinal, do que você gosta?


Normalmente quem me pergunta isso são garotos que acabaram de completar 18 anos e tirar a CNH. Mas, também existem pessoas mais velhas que nunca tiveram o prazer de pilotar uma moto, com seus 25,30 ou 40 anos.
Bom, assim como muita coisa na vida, gostar de motos é coisa que se aprende com o tempo e quando se vê nada mais faz sentido sem a moto. Acredite: conheço gente que se precisar ir a padaria na esquina, vai de moto.


Mas, e aí, como escolher sua motocicleta?
É comum acontecer do primeiro modelo de moto a ser comprado ser uma moto de baixa cilindrada, modelo padrão de cidade, estilo Honda GC, Yamaha YBR, Honda Biz ou coisa assim. São baratas, econômicas e a manutenção é praticamente a base do melhor estilo MacGyver. E com planos de financiamento acima de 60 meses, qualquer um sai motorizado de qualquer concessionária hoje em dia (e lembre-se: sem consulta ao SPC ou Serasa).

Mas o tempo vai passando e você acha que sua moto já não satisfaz suas necessidades. Olha para ela e pensa: “bem que eu poderia comprar uma maior”. Sim, você pode mesmo. Por que não? Mas, diz aí: do que você gosta?
O tempo vai passando e você pensa: “essa moto não é tão boa e confortável pra pegar estrada”. Verdade. Apesar de qualquer motor ir a qualquer lugar, desde que você respeite as condições de sua moto, realmente, se quiser cruzar o país, vá em frente. Conheço gente que rodou mais de 2 mil quilômetros em uma Hunter 100cc (detalhe: com a esposa na garupa e comida suficiente para uma família, literalmente).


Yamaha Virago 250cc



Você gosta de pegar estrada na maior tranquilidade? Então deve gostar de motos customs, estilo estradeira, sabe?! Motos confiáveis com potência no motor e conforto. Shadows, Viragos, Suzuki Boulevard... E por aí vai.
Pensando bem, acho que prefiro aquelas motos de andar na terra. Ah, entendi! Você fala de motos Off Road e Motos Trail, estilo as clássicas XLX, Tenerés e Falcom. Motos com muita potência de saída (torque – aquele motor que tem força de saída, sabe?! Pois é).

Honda Transalp

Existem motos de centenas de modelos e cilindradas, com preços que cabem no bolso de qualquer um com um emprego fixo hoje em dia. Mesmo assim, como escolher a que mais se parece com você?
No meu caso, gosto de motos customs. Sempre gostei desde pequeno (e tenho fotos que provam isso). Gosto do estilo tanto na cidade quanto na estrada e me sinto muito à vontade pilotando uma. Modelos speedy, estilo Café Racers old school também me atraem (não motos speedy convencionais, super foguetes com rodas).

Acredito que motos de 250cc são ideais tanto para cidade quanto para estrada, sendo você um iniciante ou um velho lobo do mar (do asfalto). Não te deixam na mão e enfrentam qualquer tipo de viagem, além da manutenção ser, teoricamente, fácil. Recomendaria algumas aqui no post, mas, são tantos modelos e marcas que seria difícil escolher uma ou outra dessa ou daquela.

Mesmo assim, não é difícil saber qual o estilo de moto você gosta. É muito provável que você já tenha se deparado com uma ou visto algum modelo na TV que te agradou. Minha sugestão é que você faça algumas buscas pela internet e visite concessionárias. Não vá pensar que “é a moto que te escolhe”. Isso é conversa. Como eu disse acima, você aprenderá a gostar dela com o tempo, mesmo que pareça a moto ideal.

Independente da sua escolha, meu irmão ou irmã, lembre-se de tomar muito cuidado. Como já escrevi em outro artigo aqui no site, não existe isso de “se eu cair”, e sim, “quando eu cair”, pois, você vai cair. Esteja preparado. Seja cauteloso e não saia por aí fazendo mer$@.

Ficamos por aqui, rapaziada. Como já é tradição, “rodem com segurança e voltem vivos para casa”.

Deixe seu comentário sobre esta postagem logo abaixo.

_____

Acesse também nossos cadastros:

Veja também: